Pular para o conteúdo principal

Prol ou pról?

A primeira forma é a correta. Prol, mais usado na locução “em prol de” – com o sentido de “em favor de” –, não entra nas regras de acentuação das oxítonas, que recebem acento quando terminam em “a”, “e” e “o” seguidos ou não de “s”. Exemplos: cajá, ananás, pé, pajés, pó, sós, dendê, freguês, metrô e propôs. Rol é outra palavra que não recebe acento.

Comentários

Tuffy Mamede disse…
Prol, farol, anzol, não terminam em "a", nem "e", nem "o", nem "s". Terminam em "l". Assim como: anal, anel, anil, sol e sul. Não recebem acento, mas não são exceção.

Postagens mais visitadas deste blog

A todos ou à todos?

A primeira forma é a correta, sem crase. Relembrando, a crase marca a fusão do artigo “a(s)” com a preposição “a”. A palavra “todos” é um pronome indefinido plural e significa todo mundo, todas as pessoas. Como os pronomes não são acompanhados de artigos, aquele “a” que tem antes de “todos” é somente preposição, portanto, sem crase.

‘Idéia de girico’ ou ‘idéia de jerico’?

A segunda forma é a correta. Apesar de não se aproximar tanto da fala como “girico”, palavra inexistente na língua portuguesa, jerico significa asno, jumento. No entanto, na fala é usada principalmente com o sentido de tolo, imbecil, estúpido – e pode ser dito a pessoas e coisas. Exemplo: “Ele sempre tem idéias de jerico”.