Pular para o conteúdo principal

Casos de homonímia (3)

1. Acessório e Assessório
“Acessório” é o que se junta ao principal, adicional, anexo. Por extensão de sentido, significa aquilo que tem importância menor, secundário, dispensável. No campo semântico da gramática, acessório é o termo que se liga a um nome ou a um verbo a fim de precisar-lhes o sentido. Já “assessório” é o que é referente ou pertencente a assessor; que é da alçada do assessor.
2. Cerrar e Serrar
“Cerrar” é unir duas ou mais partes, inibindo a passagem de ar, luz, pessoa, etc. Também tem o sentido de obstruir. Já “serrar” significa cortar com serra ou serrote ou, no uso informal, significa conseguir algo de graça, usando certa habilidade.

Veja a continuação: Casos de homonímia (4).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A todos ou à todos?

A primeira forma é a correta, sem crase. Relembrando, a crase marca a fusão do artigo “a(s)” com a preposição “a”. A palavra “todos” é um pronome indefinido plural e significa todo mundo, todas as pessoas. Como os pronomes não são acompanhados de artigos, aquele “a” que tem antes de “todos” é somente preposição, portanto, sem crase.

‘Idéia de girico’ ou ‘idéia de jerico’?

A segunda forma é a correta. Apesar de não se aproximar tanto da fala como “girico”, palavra inexistente na língua portuguesa, jerico significa asno, jumento. No entanto, na fala é usada principalmente com o sentido de tolo, imbecil, estúpido – e pode ser dito a pessoas e coisas. Exemplo: “Ele sempre tem idéias de jerico”.