Pular para o conteúdo principal

O novo acordo ortográfico

Em 29/9, na sede da ABL (Academia Brasileira de Letras), o presidente Lula assinou o decreto que determina o cronograma de implantação do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.
Criado em 1990 por lexicógrafos portugueses e brasileiros, o acordo propõe a unificação da forma de escrever algumas palavras. Ele não abrange todas as diferenças ortográficas, mas já representa um avanço significativo.
O acordo entrará em vigor em 1º/1/2009 e o período de transição será de três anos. As regras atuais e as novas coexistirão até o fim de 2012. Depois disso, só será aceita como correta a ortografia do novo acordo.
Neste mês, a coluna “Língua portuguesa” apresenta e explica o que muda. Hoje, fique sabendo sobre as letras que voltam a integrar nosso alfabeto.
Letras do alfabeto
Voltam oficialmente as letras K, W e Y, que, de fato, nunca tinham saído. O alfabeto ficará assim: A, B, C, D, E, F, G, H, I, J, K, L, M, N, O, P, Q, R, S, T, U, V, W, X, Y, Z.

Comentários

Fernanda disse…
Apesar das regras do acordo ortográfico entre os países de Língua Portuguesa, tenho dúvidas sobre o emprego do hífen nas palavras dia-a-dia e guarda-roupa. Será que alguém poderia me esclarecer a grafia correta dessas duas palavras?

Postagens mais visitadas deste blog

A todos ou à todos?

A primeira forma é a correta, sem crase. Relembrando, a crase marca a fusão do artigo “a(s)” com a preposição “a”. A palavra “todos” é um pronome indefinido plural e significa todo mundo, todas as pessoas. Como os pronomes não são acompanhados de artigos, aquele “a” que tem antes de “todos” é somente preposição, portanto, sem crase.

‘Idéia de girico’ ou ‘idéia de jerico’?

A segunda forma é a correta. Apesar de não se aproximar tanto da fala como “girico”, palavra inexistente na língua portuguesa, jerico significa asno, jumento. No entanto, na fala é usada principalmente com o sentido de tolo, imbecil, estúpido – e pode ser dito a pessoas e coisas. Exemplo: “Ele sempre tem idéias de jerico”.