Pular para o conteúdo principal

Corpo delito ou corpo de delito?

A segunda forma é a correta, apesar de vermos parte da imprensa escrever erroneamente “corpo delito”.
Corpo de delito é o termo jurídico usado para nomear o exame realizado por um perito. Esse exame tem por objetivo constatar a materialidade do fato criminoso, ou seja, a existência do crime.

Comentários

Unknown disse…
Bom Dia !

Qual seria o correto:- CORPO DO DELITO(ou seja DO ocorrido ou crime cometido) ou DE delito?


Sempre temos dúvidas quanto a esse uso.

Difere naturalmente da expressão "DE FATO E DE DIREITO" onde esse DE torna inespecífico,enquanto o DO restringiria essa aplicação.

Entendemos então que :"DO DELITO" restringe a ação e examina o fato,enquanto "DE DELITO" seria de abrangência generalizada.Por isso,entendemos que a ação de examinar ou proceder a um "corpo do delito"examinaria o "O CORPO"lesado ou atingido por uma ação e causa específica.

Gostaria das saber das VV opiniões

Att
JATeixeira

Postagens mais visitadas deste blog

A todos ou à todos?

A primeira forma é a correta, sem crase. Relembrando, a crase marca a fusão do artigo “a(s)” com a preposição “a”. A palavra “todos” é um pronome indefinido plural e significa todo mundo, todas as pessoas. Como os pronomes não são acompanhados de artigos, aquele “a” que tem antes de “todos” é somente preposição, portanto, sem crase.

"Nada de mais" ou "nada demais"?

A primeira forma é a correta.Nada de mais, nada de menos. Não: nada "demenos". É preciso ficar com o "de": nada de interessante, nada de importante, nada de blablablá. O "de" não é de "demais". Demais é um advérbio que significa demasiadamente, em excesso, além da conta. Não parece fazer sentido: "Isso não é nada de em excesso". Já parece fazer sentido: "Isso não é nada de mais". Mais uma: Há a locução "por demais", que significa demasiadamente, excessivamente. Vale lembrar da frase exclamativa: Isso é demais! Nesse caso, é "demais", junto assim. Não temos aqui o "nada de". Temos aqui o "isso é". Isso é demais, é incrível, é complicado, é, às vezes, difícil de explicar.
Veja neste blog a diferença entre "demais" e "de mais".