Pular para o conteúdo principal

Incipiente ou insipiente?

As duas formas existem, mas têm significado diferente.
Incipiente, com "c", é o que está no início, o principiante. É um adjetivo de dois gêneros, ou seja, não varia em masculino e feminino. Exemplos: conhecimentos incipientes (= conhecimentos iniciais); professor incipiente (= professor iniciante, com pouca experiência); "[A Armênia é] Um país de futebol incipiente, que nunca participou da Eurocopa ou Copa do Mundo e cuja seleção ocupa a 66ª colocação no ranking da Fifa." (Folha de S.Paulo, 14/7/2013, neste link).
Já insipiente, com "s", é o que não tem saber, não tem sapiência. É o contrário de sábio. Também pode significar simplório, tolo e até sem juízo. Também é um adjetivo de dois gêneros. Exemplos: pessoa insipiente (= pessoa simplória, tola, ignorante); aquele programa X da TV, que já foi respeitável, hoje é insipiente.

(Texto alterado em 22/7/2013 para acréscimo de exemplos.)

Comentários

Tão bom visitar o blog!
=)

Parabéns pelo trabalho!

Grande abraço!
Jakeline Magna disse…
adoreiii o blog altas dicas... continueeee...
Telma Iara disse…
Obrigada!
Continuarei ;)
Mandem sugestões também :)
Mariana Xavier disse…
Gostei do blog mas faltou alguns exemplos!!
Vou acrescentar, Mariana! Obrigada.

Postagens mais visitadas deste blog

A todos ou à todos?

A primeira forma é a correta, sem crase. Relembrando, a crase marca a fusão do artigo “a(s)” com a preposição “a”. A palavra “todos” é um pronome indefinido plural e significa todo mundo, todas as pessoas. Como os pronomes não são acompanhados de artigos, aquele “a” que tem antes de “todos” é somente preposição, portanto, sem crase.

‘Idéia de girico’ ou ‘idéia de jerico’?

A segunda forma é a correta. Apesar de não se aproximar tanto da fala como “girico”, palavra inexistente na língua portuguesa, jerico significa asno, jumento. No entanto, na fala é usada principalmente com o sentido de tolo, imbecil, estúpido – e pode ser dito a pessoas e coisas. Exemplo: “Ele sempre tem idéias de jerico”.