Pesquisar neste blog

Carregando...

sábado, 29 de janeiro de 2011

"Nada de mais" ou "nada demais"?

A primeira forma é a correta.
Nada de mais, nada de menos. Não: nada "demenos".
É preciso ficar com o "de": nada de interessante, nada de importante, nada de blablablá.
O "de" não é de "demais". Demais é um advérbio que significa demasiadamente, em excesso, além da conta. Não parece fazer sentido: "Isso não é nada de em excesso". Já parece fazer sentido: "Isso não é nada de mais".
Mais uma: Há a locução "por demais", que significa demasiadamente, excessivamente.
Vale lembrar da frase exclamativa: Isso é demais! Nesse caso, é "demais", junto assim. Não temos aqui o "nada de". Temos aqui o "isso é". Isso é demais, é incrível, é complicado, é, às vezes, difícil de explicar.

3 comentários:

웃 Lu Silva 웃 disse...

Olá Iara, agora sei usar o nada de mais hehe eita!


bjos

miloka e di lika disse...

Obrigaada!! Agora sei a diferença e como usar!! ;)

Isaac Marinho disse...

"Nada demais", pode ser usada quando se quer dizer que alguém pratica natação excessivamente.

Ex.: Fulano nada demais.

o_O'