Pular para o conteúdo principal

O verbo pontuar

Além de tirar dúvidas e esclarecer casos mais complicados que a nossa língua apresenta, é sempre oportuno comentar neste espaço o uso que a imprensa faz de algumas palavras.
O verbo pontuar é um que tem sido muito usado no sentido de salientar, ressaltar, destacar, realçar e enfatizar.
Todos esses verbos são citados como sinônimo de pontuar, no entanto nenhum deles está no dicionário “Houaiss”. São eles: 1- usar sinais de pontuação; 2- assinalar com gestos ou exclamações distribuídos pelo tempo de duração de uma ocorrência; pontilhar; e 3- “fazer as vezes de complemento de; associar-se a, acompanhar”.
Pontuar não é, então, usado no sentido adequado. Já pontualizar significa assinalar, caracterizar e destacar ou diferenciar por traços particulares. Sentidos mais próximos do pontuar erroneamente usado pela imprensa.
O esperado é que a palavra esteja adequada ao contexto. Assim, sem complicar a leitura, os textos noticiosos ficam mais ricos e precisos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A todos ou à todos?

A primeira forma é a correta, sem crase. Relembrando, a crase marca a fusão do artigo “a(s)” com a preposição “a”. A palavra “todos” é um pronome indefinido plural e significa todo mundo, todas as pessoas. Como os pronomes não são acompanhados de artigos, aquele “a” que tem antes de “todos” é somente preposição, portanto, sem crase.

"Nada de mais" ou "nada demais"?

A primeira forma é a correta.Nada de mais, nada de menos. Não: nada "demenos". É preciso ficar com o "de": nada de interessante, nada de importante, nada de blablablá. O "de" não é de "demais". Demais é um advérbio que significa demasiadamente, em excesso, além da conta. Não parece fazer sentido: "Isso não é nada de em excesso". Já parece fazer sentido: "Isso não é nada de mais". Mais uma: Há a locução "por demais", que significa demasiadamente, excessivamente. Vale lembrar da frase exclamativa: Isso é demais! Nesse caso, é "demais", junto assim. Não temos aqui o "nada de". Temos aqui o "isso é". Isso é demais, é incrível, é complicado, é, às vezes, difícil de explicar.
Veja neste blog a diferença entre "demais" e "de mais".