Pular para o conteúdo principal

Marmitex

Palavra que está espalhada por muitos lugares (pelo menos no Estado de São Paulo), mas não consta em algumas importantes obras de consulta da língua portuguesa no Brasil. Volp, Houaiss on-line e Michaelis on-line desconhecem. O iDicionário Aulete registra assim:

http://aulete.uol.com.br/marmitex
a2g2n = adjetivo de dois gêneros e de dois números (sua forma vale tanto para feminino quanto para masculino e tanto para singular quanto para plural – não varia)
sm2n = substantivo masculino de dois números (não varia em número: igual para singular e para plural)


Exemplos: O pote marmitex tem boa vedação e não deixa vazar o molho. O marmitex grande custa R$ 12,00. Ele entregará os marmitex ao meio-dia e meia.

Curiosidade: Marmitex em MG é assunto para o blog Revisão, por favor!

Comentários

Ana Bandeira disse…
Blog muito bom! Passei a usar como utilidade pública! Muito obrigada por gastar um tempinho ajudando a tirar dúvidas e melhorando o português geral da nação.
Lolita disse…
É muito enriquecedor esses esclarecimento.

Postagens mais visitadas deste blog

A todos ou à todos?

A primeira forma é a correta, sem crase. Relembrando, a crase marca a fusão do artigo “a(s)” com a preposição “a”. A palavra “todos” é um pronome indefinido plural e significa todo mundo, todas as pessoas. Como os pronomes não são acompanhados de artigos, aquele “a” que tem antes de “todos” é somente preposição, portanto, sem crase.

"Nada de mais" ou "nada demais"?

A primeira forma é a correta.Nada de mais, nada de menos. Não: nada "demenos". É preciso ficar com o "de": nada de interessante, nada de importante, nada de blablablá. O "de" não é de "demais". Demais é um advérbio que significa demasiadamente, em excesso, além da conta. Não parece fazer sentido: "Isso não é nada de em excesso". Já parece fazer sentido: "Isso não é nada de mais". Mais uma: Há a locução "por demais", que significa demasiadamente, excessivamente. Vale lembrar da frase exclamativa: Isso é demais! Nesse caso, é "demais", junto assim. Não temos aqui o "nada de". Temos aqui o "isso é". Isso é demais, é incrível, é complicado, é, às vezes, difícil de explicar.
Veja neste blog a diferença entre "demais" e "de mais".