Pular para o conteúdo principal

Em favor ou a favor?

As duas locuções são corretas. “A favor de” e “em favor de” significam “para o benefício de” e “em proveito de”. Além desses sentidos, “a favor” também é usado para dar a idéia de concordância, aprovação, em oposição a “contra”. Mesmo sendo equivalentes, sua escolha depende do antecedente. Exemplos: vento a favor e pedido em favor do filho.

Comentários

mat and mat disse…
Muito bom, me ajudou muito.
mat and mat disse…
Muito bom, me ajudou muito. Obrigado.
Virginia Neumann disse…
Depende da regência nominal do antecedente, isto?
Virginia Neumann disse…
Depende da regência nominal do antecedente, isto?

Postagens mais visitadas deste blog

A todos ou à todos?

A primeira forma é a correta, sem crase. Relembrando, a crase marca a fusão do artigo “a(s)” com a preposição “a”. A palavra “todos” é um pronome indefinido plural e significa todo mundo, todas as pessoas. Como os pronomes não são acompanhados de artigos, aquele “a” que tem antes de “todos” é somente preposição, portanto, sem crase.

"Nada de mais" ou "nada demais"?

A primeira forma é a correta.Nada de mais, nada de menos. Não: nada "demenos". É preciso ficar com o "de": nada de interessante, nada de importante, nada de blablablá. O "de" não é de "demais". Demais é um advérbio que significa demasiadamente, em excesso, além da conta. Não parece fazer sentido: "Isso não é nada de em excesso". Já parece fazer sentido: "Isso não é nada de mais". Mais uma: Há a locução "por demais", que significa demasiadamente, excessivamente. Vale lembrar da frase exclamativa: Isso é demais! Nesse caso, é "demais", junto assim. Não temos aqui o "nada de". Temos aqui o "isso é". Isso é demais, é incrível, é complicado, é, às vezes, difícil de explicar.
Veja neste blog a diferença entre "demais" e "de mais".