Pular para o conteúdo principal

A crase e os horários

Lojas, supermercados e outros estabelecimentos têm sempre seu horário de funcionamento exposto para quem quiser ver. Até aí tudo bem. A partir disto, vemos crases e abreviações sem critério em quase todos esses informativos. Vamos entender como isto funciona.
A abreviação de horas é “h”. Somente “h”, junto ao número, sem espaço e sem mais letras depois disso. Portanto, é errado escrever “hs”, “hs.”, “hrs” ou “hrs.”. Só para reforçar, a abreviação é única para singular e plural: “h”. O mesmo vale para os minutos: “min”.
Crase = preposição “a” + artigo definido “a” ou “as”
Para determinar um período utilizando os dias da semana, usamos as preposições “de” e “a”: “de segunda a sexta-feira”. Neste caso não há crase porque não usamos artigo para mencionar esses dias, assim temos só a preposição “a”.
Para as horas, há duas possibilidades. Sem o artigo definido, portanto, sem crase: “de 8h a 18h” e com o artigo definido, portanto, com crase: “das 8h às 18h” (= de+as 8h a+as 18h). Por isso não faz sentido escrever “das 8h a 18h” ou “de 8h às 18h”.

Comentários

Muito clara e objetiva a explicação. Parabéns
Blog do Sabino disse…
Muito bom. Obrigado!
bete disse…
A melhor explicação que pesquisei, sucinta e de fácil compreensão. Parabéns.
AVE CESAR disse…
Muito boa a explicação, obrigado.
Edson Cartonilho disse…
Um caso de Paralelismo sintático.
Se usar artigo no começo (de+as) tem q usar posteriormente tbm (a+as).
MPR Informática disse…
Puts, quero te agradecer muito: obrigado, obrigado e obrigado
Pedro Peagá disse…
Sensacional! Nunca vi algo tão claro e objetivo para o tema! Parabéns e muito obrigado!
Mi Valmor disse…
e quando for o caso de usar apenas minutos
ex:

0 a 15 minutos
ou
0 à 15 minutos?
Quanto a "minuto", podemos dizer:
do minuto 0 ao 15
ou
de 0 a 15 minutos
ou
0 a 15 minutos
Sempre sem crase :)

Postagens mais visitadas deste blog

A todos ou à todos?

A primeira forma é a correta, sem crase. Relembrando, a crase marca a fusão do artigo “a(s)” com a preposição “a”. A palavra “todos” é um pronome indefinido plural e significa todo mundo, todas as pessoas. Como os pronomes não são acompanhados de artigos, aquele “a” que tem antes de “todos” é somente preposição, portanto, sem crase.

"Nada de mais" ou "nada demais"?

A primeira forma é a correta.Nada de mais, nada de menos. Não: nada "demenos". É preciso ficar com o "de": nada de interessante, nada de importante, nada de blablablá. O "de" não é de "demais". Demais é um advérbio que significa demasiadamente, em excesso, além da conta. Não parece fazer sentido: "Isso não é nada de em excesso". Já parece fazer sentido: "Isso não é nada de mais". Mais uma: Há a locução "por demais", que significa demasiadamente, excessivamente. Vale lembrar da frase exclamativa: Isso é demais! Nesse caso, é "demais", junto assim. Não temos aqui o "nada de". Temos aqui o "isso é". Isso é demais, é incrível, é complicado, é, às vezes, difícil de explicar.
Veja neste blog a diferença entre "demais" e "de mais".