Pesquisar neste blog

domingo, 3 de fevereiro de 2008

Mau português

A polêmica já tem mais de uma semana na coluna do Picôco. Ele escreveu, em bom português, “mau português”. Estava certíssimo.
Mesmo assim, como “mau” e “mal” sempre geram dúvidas, recebeu puxões de orelha de alguns leitores. Desmerecido. Pela primeira vez vi leitores corrigindo erroneamente o jornal.
Neste espaço já foi publicado, em 2006, uma explicação sobre “mau” e “mal”. Como faz tempo e a polêmica é recente, aqui vai novamente a explicação.
“Mau” pode ser adjetivo (“menino mau”) e substantivo (“os maus serão punidos”).
“Mal” pode ser advérbio (“mal educado” e “dormiu mal”), conjunção (“mal chegou, quis sair”) e também substantivo (“desse mal não sofro mais”).
Uma dica para saber qual forma escolher na hora de escrever é: “mau” opõe-se a “bom” e “mal” opõe-se a “bem”.
Disso, temos que o oposto de bom português é o mau português. Parabéns ao Picôco!

Nenhum comentário: